sábado, 5 de fevereiro de 2011

Mensagens Poéticas de 03/jan/2011 - por Ademar Macedo

<<< Uma Trova Nacional >>>
Nesta noite em que me aleito
da tua doce presença
quero acolher-te em meu peito
e te tornar minha crença.
(Ester Figueiredo/RJ)

<<< Uma Trova Potiguar >>>
Permita-me que eu insista
de maneira peremptória,
pior que cego da vista
é não ter visão da história.
(Sérgio Severo/RN)

<<< Uma Trova Premiada >>>
2000 > Niterói/RJ
Tema > DELÍRIO > M/H.
Num delírio descabido,
meu estro, em versos febris,
supõe o amor não vivido
e finge que foi feliz!
(Pedro Ornellas/SP)

<<< Simplesmente Poesia >>>

CONTIGO NAMORANDO

– Frassino Machado/Portugal –

Quando eu te senti m' enamorei
e se votos tinha me esqueci
e se alguém no mundo eu recordei
és a mais formosa que já vi...

Não tenho que ter nenhum cuidado
nem tratar de ter preocupação
eu me basto só com a emoção
que me tem na alma bem gravado
teu nome, tua vida e coração !...

<<< Uma Trova de Ademar >>>
Debruçado sobre a mata,
o Luar, tal qual pintor,
pinta as folhas cor de prata
e pinta o chão de outra cor.
(Ademar Macedo/RN)

<<< ...E Suas Trovas Ficaram >>>
Animais, árvores, gente,
a mesma lei determina,
pois somos todos semente
da inteligência divina.
(Newton Meyer Azevedo/MG)

<<< Estrofe do Dia >>>
Palavras tontas ao vento
são rimas sem conteúdo,
são o discurso de um mudo
que só causa desalento.
Quem não tem discernimento
não escreve com magia ...
Quem não tem sabedoria
não consegue se encantar.
Só quem sonha e sabe amar
tem o dom da poesia.
(José Reinaldo Melo Paes/AL)

<<< Soneto do Dia >>>

A FOTO

– Eduardo A. O. Toledo/MG –

Revelando-se a foto, uma saudade
já se mostra, de pronto, por inteira:
– A igreja... a praça e, nela, a cantoneira
despencando gerânios na cidade...

No fundo, a foto envolve a claridade
de luzes sobre o topo da roseira
e sombras sob os pés da quaresmeira,
pendida pelo sol da liberdade.

E mostra mais: os fios da meiguice
que a adolescência urdiu para a velhice,
em teias salpicadas de ilusão...

– Mas a saudade, enfim se faz completa,
quando reflete o vulto de um poeta
se esmaecendo na revelação!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário