sábado, 22 de janeiro de 2011

Mensagens Poéticas, de 22/jan/2011 - por Ademar Macedo

PARCIAL

<<< Uma Trova Nacional >>>
Sofre o carteiro na mata
um arranjo repentino.
Muitas cartas nessa data
não chegou a seu destino...
(Alfredo Valadares/MG)

<<< Uma Trova Potiguar >>>
Não é para mim que jogo
pra tirar grandes valores,
faço a mega e a Deus rogo
pensando nos meus credores!
(Francisco Macedo/RN)

<<< Uma Trova Premiada >>>
2009 > Ribeirão Preto/PR
Tema > EREMITA > M/H
Indo armar uma arapuca,
encontrei um eremita
que, me vendo de peruca,
perguntou se eu era Chita...
(Ruth Farah Nacif/RJ)

<<< Simplesmente Poesia >>>

MOTE:
CARRO VELHO E SUTIÃ,
SÓ COMPRA QUEM É PEITUDO.

GLOSA:
Se existe coisa vã.
tão falsa como aparente,
é, sem dúvida, minha gente,
carro velho e sutiã.
Digo hoje, digo amanhã,
direi também, e não mudo,
usar o bom senso é tudo;
e, lógico é o que eu digo:
essas duas coisas, amigo,
só compra quem é peitudo.

JOSÉ LEIROS - RN

<<< Uma Trova de Ademar >>>
Por agir sem ter cautela
um grande mico eu paguei,
investi numa donzela
que na verdade era um gay!...
(Ademar Macedo/RN)

<<< Soneto do Dia >>>

O CASO DO TONHO

– Thalma Tavares/SP –

O Tonho tem um caso na Internet.
Segundo ele, uma mulher fogosa
que usa o codinome de Cossete
e se revela ardente e carinhosa.

O Tonho anda por ela apaixonado...
E se na “virtual” a coisa rende,
ele quer se sentir mais realizado
buscando na “real” o que pretende.

- “Trarei um “C”, disse ela, no meu busto,
vermelho igual ao fogo que hoje, a custo,
você tenta apagar e jamais logra”.

E ele vai, porém volta apavorado
quando descobre, incrédulo, assustado,
que a fogosa Cossete é sua sogra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário